CONTATO

Endereço

Rua Pedro Nolasco da Cunha nº 363. Bairro: Jardim Avelino. São Paulo-SP

CONTATE-NOS

(11) 948992598

© MarissolRios.com.br |Health Coach | Desenvolvido por Nelson Bisquolo Jr.

Benefícios do exército físico na melhora do estresse

Estudos demonstram que a pratica regular de exercício físico tem se tornado um poderoso aliado na redução do estresse físico e mental.

Os benefícios do exercício físico são inúmeros para a melhora da saúde do homem, em dois aspectos tanto no físico como no psicológico. Isso ocorre, pois a um aumento do transporte de oxigênio para o cérebro, maior eficácia na degradação de neurotransmissores, diminuição do colesterol e triglicérides aumento das capacidades funcionais. O sedentarismo causa uma redução nas capacidades físicas, com isso corre um aumento nas dificuldades de realizar tarefas do dia a dia, tanto na área profissional como na parte do lazer, tendo assim uma maior tendência a desenvolver doenças crônicas degenerativas, patologias cardiovasculares metabólicas e ósseas

Porem mesmo sendo falado que o exercício físico promove uma melhora na saúde, como forma não medicamentosa, ainda a uma grande parte da população que continua no sedentarismo.

Com a pratica do exercício físico ocorrem algumas mudanças fisiológicas no nosso corpo e psicológicas, tornando um poderoso aliado não medicamentoso no combate ao estresse. Com tudo o exercício intenso e por um longo período provoca um aumento dos níveis de estresse ocasionando um desequilíbrio em neurotransmissores como a serotonina. Já o treinamento aeróbio resistido tem se mostrado benéfico no aumento de serotonina, de acordo com Blomstrand e Colaboradores; Davis, Bailey citados por Rohlfs e Colaboradores, 2005, que uma possível explicação se deve a estreita relação entre o exercício prolongado e a fadiga.

O exercício físico promove uma ação antidepressiva, isso o corre tanto para exercício moderado ou intenso, e todo tipo de exercício são eficazes. O exercício físico se torna útil para o homem na medida em que se vai tendo uma adaptação ao estimulo: aumento da frequência cardíaca, da pressão arterial e também dos hormônios do estresse que estarão em maior quantidade no corpo durante a execução do exercício.

Com isso o próprio corpo é forçado a se fortalecer aos estímulos do estresse fazendo assim, a reação dos agentes estressores serem assimilados mais calmamente do que quando se é sedentário. Foi constatado que o exercício físico promove uma regulação nas secreções de três substâncias que são a serotonina dopamina e norepinefrina, que estão ligadas diretamente na depressão e outros distúrbios psicológicos, por normalizar a quantidade destas substâncias químicas.

O exercício físico de longa duração libera uma substância química chamada endorfina essa que tem como função proporcionar a sensação de bem-estar e euforia, esta substância que segundo especialistas se assemelham a morfina.

Fonte: Martins CO,Jesus JF, Estresse,Exercício Físico,Ergonomia e Computador. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, setembro,21(1), p.807-813, 1999.