CONTATO

Endereço

Rua Pedro Nolasco da Cunha nº 363. Bairro: Jardim Avelino. São Paulo-SP

CONTATE-NOS

(11) 948992598

© MarissolRios.com.br |Health Coach | Desenvolvido por Nelson Bisquolo Jr.

CREATINA ALÉM DA MUSCULAÇÃO

A Sociedade Internacional de Nutrição Esportiva publicou recentemente que a creatina é o suplemento mais estudado e clinicamente mais significativo para aumentar o volume muscular e a capacidade de exercício em esforços de altas intensidades em atletas.  Ela tem grande importância na contração muscular, pois funciona como reserva energética, proporciona melhora do desempenho em atividades de alta intensidade e curta duração, e ainda aumento no volume muscular.

Mas a creatina  também é utilizada de forma terapêutica;

1)  Participa ativamente do metabolismo cerebral,

2) Fornece energia através da ressíntese de ATP para os neurônios,

3) Trata e previne  doenças (distrofias e alterações neuromusculares, Parkinson, doença de Hungtinton, miopatias inflamatórias, doença de Charcot Marie Tooth, esclerose lateral amiotrófica, isquemia cerebral e trauma crânio encefálico, esclerose múltipla, Alzheimer, distrofia de Duchenne, citopatia mitocondrial, imobilizações e pós-operatórios ortopédicos, doenças respiratórias e cardiovasculares etc)

4) Proporciona melhorias do metabolismo e da qualidade muscular, contribuindo para a melhora da aptidão física associado à redução da sarcopenia.

 

A suplementação de creatina quando feita segundo as recomendações não traz efeitos colaterais, e de forma geral a dose mais utilizada é a etapa de carga que dura cinco dias, sendo utilizado 20 gramas do produto, divididas em 4x5g; após essa etapa de carga, são utilizadas de cinco a dez gramas diárias (SILVA & BRACHT, 2001).

 

 A grande maioria das evidências disponíveis na literatura sugere que quando realizada dentro do protocolo sugerido é um excelente recurso ergogênico e um  potencial adjuvante terapêutico para diversas doenças.

 

MENDES.R.R, TIRAPEGUI.J, Creatina: o suplemento nutricional para a atividade física – conceitos atuais. Archives Latinoamericanos de Nutricion. v.52, n. 2, Caracas 2002.

SILVA, E.G.B da; BRACHT, A.M.K. Revista da Educação Física/UEM. v 12, n.1, p.27-31, 2001.