CONTATO

Endereço

Rua Pedro Nolasco da Cunha nº 363. Bairro: Jardim Avelino. São Paulo-SP

CONTATE-NOS

(11) 948992598

© MarissolRios.com.br |Health Coach | Desenvolvido por Nelson Bisquolo Jr.

LACTOSE

 

A lactose é o açúcar presente no leite e seus derivados, produzida nas glândulas mamárias dos mamíferos.

A enzima que digere a lactose é a lactase (quebra da lactose em glicose para ser absorvida pelo intestino), encontrada na secreção intestinal de mamíferos jovens. Por isso crianças até 2 anos e bebes dificilmente são intolerantes, por terem a lactase ativa, embora as vezes sejam alérgicos, já os demais estão sujeitos a intolerância, em graus que variam claro. Muitos vão morrer sem descobrir aquela dor de cabeça e aquele incômodo vem de onde.


Você já parou para pensar que 1 vaca normal produz em média 2 litros de leite/dia, enquanto 1 vaca leiteira empresarial produz em média 7 litros de leite/dia!?!


O que será que você está bebendo ?!

A menos que você crie uma vaca mimosa em casa ...  o que menos têm no leite de hoje é leite rs , grande parcela das vacas tem mastites, processo inflamatório, que altera permeabilidade dos tecidos mamários, permitindo que inúmeras células somáticas e ou produtos metabólicos atrelados a reações imunológicas frente aos patógenos passem para o leite.

 

Essas vacas com mastite perdem leite, e a perda de leite em larga escala gera valorosos prejuízos para a indústria, e assim, tenta-se qualquer forma para que isso possa ser reduzido; estudos já avaliaram quantitativamente metabólitos presentes no leite, vindos de antibióticos dados para prevenção e/ou tratamento de mastite.

 

Já avaliaram a alteração da microbiota intestinal dos animais, o padrão de excreção em urina e fezes, e a avaliação da presença dos mesmos no solo; já foi descrito a presença de dioxinas e metais pesados, e a depender da água e ração ingeridas, e do local (solo contaminado) podem ser excessivos e também estarem presentes no leite;já foi descrito a presença de elementos mitogênicos e potencialmente cancerígenos como o IGF-1 e o estrogênio.

 

O leite está dentre os alimentos mais alergênicos infantis, e a sensibilização imunológica, alteração da microbiota intestinal já foram associadas a posterior aparecimento de doenças inflamatórias e autoimunes.


Poxa mas e o cálcio? E a osteoporose?!?

Advogar o consumo de leite para ter proteína e cálcio, seria parecido com advogar tomar coca-cola para se obter carboidrato e potássio... ou seja, existem alternativas que podem ser utilizadas.


 

Referência:

TÉO, C.R.P.A. Intolerância à lactose: Uma breve revisão para o cuidado nutricional. Arq. Ciênc. Saúde Unipar, v.6, n.3, set/dez, 2002.