CONTATO

Endereço

Rua Pedro Nolasco da Cunha nº 363. Bairro: Jardim Avelino. São Paulo-SP

CONTATE-NOS

(11) 948992598

© MarissolRios.com.br |Health Coach | Desenvolvido por Nelson Bisquolo Jr.

 

A diferença fundamental entre elas está na composição química dos nutrientes, sendo classificadas de acordo com o tamanho da cadeia de carbono e o nível de saturação, entre outros fatores determinantes para o modo como o corpo absorve essas substâncias e o efeito que terá no organismo.


GORDURAS TRANS

As gorduras trans estão geralmente em alimentos industrializados como biscoitos, bolos e salgadinhos.


São formadas durante o processo de hidrogenação na sua configuração química que transformam óleos vegetais líquidos em gordura sólida para melhorar a consistência dos alimentos e também aumentar a validade.


É um RISCO A SAÚDE e é utilizada em grande escala em quase todos os alimentos industrializados.

* aumento dos níveis de colesterol ruim, o LDL, e a diminuição do colesterol bom, HDL

*elevação do risco de aterosclerose, infarto e acidente vascular cerebral.

*produção da gordura visceral, a qual se acumula na região da cintura.


Ainda existem estudos sobre como a gordura trans é incorporada no tecido cerebral do feto e membranas celulares.

 

Hoje é lei que a quantidade de gordura trans contida no alimento seja determinado na embalagem. Então quanto devemos consumir? NADA.

A gordura trans não é sintetizada pelo organismo e, por isso deveríamos evitar ao máximo.

 

GORDURA INSATURADA
Abacate, nozes, sementes, castanhas, óleos vegetais, peixes, linhaça... Da forma correta deve ser inserida na dieta.

A gordura insaturada eleva o nível de lipoproteína de alta densidade no sangue (HDL, ou "colesterol bom"). Isso reduz a formação e/ou manutenção de ateroma, isto é, a placa de gordura no interior de veias e artérias, que pode causar hipertensão arterial, infarto e derrame cerebral.


 

GORDURA SATURADA

A gordura saturada é sintetizada por animais e certos vegetais, como o côco e a palma. Está presente na manteiga, banha, bacon, queijos curados, toucinho e carne.

Bibliografia:

Curi, R.; Pompeia, C.; Miyazaka, C.; Procopio, J. Entendendo a gordura: os acidos graxos. 1. ed. São Paulo: Editora Manole, 2002. v.1. 580p.

GORDURAS